Causas de desaparecimento no estado de São Paulo entre 2013 e 2014: uma análise automatizada de boletins de ocorrência

Abstract

Este artigo estuda as causas de desaparecimento no estado de São Paulo por idade e sexo dos desaparecidos. Para tanto, usou o PLID, um banco de dados com os boletins de ocorrência dos desaparecimentos de 2013 e 2014. A metodologia consiste no uso de aprendizado de máquina para rotular automaticamente a causa de desaparecimento nos boletins, assim como métodos de quantificação para mensurar as proporções relativas de causa de desaparecimento estratificadas por idade e sexo. Os resultados indicam que grande parte dos boletins de ocorrência não possuem informações suficientes para inferir a causa do desaparecimento. Dentre os boletins com causa de desaparecimento clara, foi possível obter algumas classes de motivos mais frequentes para desaparecimento. A causa de desaparecimento mais frequente é a voluntária, sendo mais comum entre mulheres e homens menores de 18 anos. Também, cerca de 20% dos desaparecimentos ocorrem por usuários de drogas ou álcool, sendo mais comum entre menores de 50 anos. A partir de 50 anos, essa categoria torna-se menos frequente, sendo substituída pelo desaparecimento não intencional. Também se observou que menos de 5% dos indivíduos foram vítimas de crimes. Essas conclusões podem auxiliar na elaboração de políticas públicas mais assertivas.

Publication
In Revista Da Defensoria Pública Do Estado De São Paulo
Rafael B. Stern
Rafael B. Stern
Professor of Statistics

I am an Assistant Professor at the Federal University of São Carlos. I have a B.A. in Statistics from University of São Paulo, a B.A. in Law from Pontifícia Universidade Católica in São Paulo, and a Ph.D. in Statistics from Carnegie Mellon University. I am currently a member of the Scientific Council of the Brazilian Association of Jurimetrics, an associate investigator at NeuroMat and a member of the Order of Attorneys of Brazil.